Outubro 2013

O sono dos vencidos

Passei a noite fugindo do monstro, do avião, do herói , do vilão. Sem razão, o medo, a única certeza, meu chão. Não venci nenhum desafeto, não ganhei nenhuma batalha, apenas arrumei malas e fugi. Muda a paisagem, o emprego, o amante, os amigos, o cinzeiro. Fugi. Mas quando acordei, ainda estava aqui, fugindo de mim.


Posts Recentes
Arquivo