Fevereiro 2015

February 1, 2015

Erro

No jogo dos espelhos, erros.
Nenhuma imagem é meu personagem.
Enquanto minto, rindo, assisto
Às fotografias...
Fontes da juventude,
Glórias de outrora,
Sonhos do futuro,
Ironia.
leio as primeiras páginas de minha história,
escuto minha trilha sonora,
Nenhuma memória me cria,

 

Encontro

Entre um jogo de tarô
e uma consulta ao horoscopo,
um lida no livro dos sonhos,
uma roupa nova,
um filme romantico,
um livro sobre o zen,
uma aula de ioga,
um choro desmedido,
um cochilo,
um sonho,
uma expectativa,
ou até mesmo na hora do almoço,
ou melhor, na hora do chocolate,
ou do café,
tento me encontrar.

É tanto esforço,
corro, corro, corro,
perco o folego
sem me alcançar.

 

Esquilo

Outro dia,
durante essa longa jornada,
me sentei abatida
em um banco na estrada.

Não tardou muito, um dos esquilos  que por alí estavam chegou,
subiu no meu colo e falou:

"O tédio, o cansaço e as horas que não passasm são tudo poluição".
"O descanso é tão importante quanto a ação".

Sorri e fiquei observando os esquilos que havia alí.

 

A praia I

Seduzida
pelo afagos
dos grãos de areia
enraízo.

Absorta
na violência
das ondas
escuto o gemido de cada pedra.

Respiro o mar...
Uma onda vem me beijar.

Please reload

Posts Recentes

09.12.2016

09.12.2016

Please reload

Arquivo
Please reload