Voa Juquinha II - 2016

Voa Juquinha,

Você está livre.

Voa – voa, à tona, à toa...

Usa tuas asas e ganha essa imensidão.

Decola, larga esse chão...

Meu passarinho, menininho

Que ficou velhinho, sem ser.

Vai cantar noutras árvores e ser feliz.

Se não fosses aqui, quem sabe ali?

Entre palhaços e bruxas, bolinhas e carrinhos,

É assim que vejo a ti.

Deixa nessa terra as lembranças amargas,

Que pela tua carne foram engolidas

E que pelo tempo serão digeridas.

Estás livre de todas as marcas.

Acabaram-se tuas dívidas.

Vai, bate essas asas!

Quero te ver misturado no céu

Verde, azul, branco, rosa, laranja, vermelho, amarelo...

Voando ligeiro, voando liberto.


Posts Recentes
Arquivo