Poema de resposta: À Kafka

Por sua culpa,

Adquiri alergia aos papéis amarelados,

Às gavetas dos arquivos

E aos carpetes mofados.

Tenho medo das cadeiras das salas-de-espera,

Dos corredores escuros

E das portas entreabertas.

Evito areia movediça,

Conversa escorregadia

E a sede da justiça.

Não confio mais no que vejo

Na TV, na internet, no espelho,

Tampouco no que leio ou escrevo.


Posts Recentes
Arquivo